A carne é fraca, mas o impacto foi forte

A operação Carne Fraca realizada no início desta sexta-feira pela Polícia Federal teve como alvo executivos da BRF e JBS.

Pregão de hoje serviu para lembrar ao mercado sua incapacidade de prever determinados eventos corporativos de grande impacto. A operação Carne Fraca realizada no início desta sexta-feira pela Polícia Federal, com mais de trezentos mandatos judiciais, teve como alvo executivos da BRF e JBS. A ação investiga o envolvimento de suborno de fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento para liberação irregular de licenças sanitárias. Tamanho foi o estrago que nosso time fez um TV Eleven especial somente para tratar o tema! Neste sábado a transmissão estará aberta a todos no canal de Eleven Financial no YouTube.

O impacto dessa notícia, porém, não se resumiu às quedas de JBS (-10,6%) e BRF (-7,3%). O Ibovespa teve queda no dia de 2,4%, retornando ao menor patamar dos últimos trinta dias, em um dia onde a grande maioria das ações do índice foram influenciadas negativamente pela percepção de que a imagem soberana estaria potencialmente afetada pelo ocorrido. As raras exceções no dia de hoje foram lideradas por Rumo (+1,3%) e Engie Brasil (+1,1%) dentro do índice, e Anima (+4,0%) e Ser Educacional (+2,7%).

Enquanto no cenário corporativo o dia foi agitado, na esfera econômica não houve maiores surpresas. Na semana em que o FED elevou os juros em 25bps, a pesquisa de produção industrial americana ficou estável em fevereiro, em linha com as expectativas do mercado e não teve maiores consequências na Bolsa. O dólar fechou em queda de 0,58%, fechando a semana em 3,094 sem maiores oscilações ao longo do dia.