Construindo seu Futuro: Ifix valoriza 5,6% no 1º trimestre

No primeiro trimestre deste ano, o mercado imobiliário apresentou ótima performance junto a um ambiente macroeconômico cauteloso, taxa de juros e inflação baixas, além do desemprego ainda elevado. Os investidores têm buscado alternativas à tradicional renda fixa e os fundos imobiliários têm se mostrado como um catalisador dessa demanda por melhorar a rentabilidade do portfólio. Ressaltamos que o movimento deve estar alinhado a um investimento de médio a longo prazo, pois o mercado imobiliário possui riscos inerentes e a euforia de curto prazo pode mascarar algumas armadilhas de oportunidades para ganhos acima da média do mercado.

Acreditamos que os FIIs (fundos imobiliários) têm se tornado uma alternativa visto o crescimento do número de investidores (pessoas físicas) nos últimos meses. De dezembro de 2018 a fevereiro de 2019, o número de investidores passou de 205 mil para pouco mais de 252 mil. Além disso, apenas nos 3 primeiros meses do ano, foram registadas 11 ofertas públicas na CVM (Comissão de Valores Mobiliários) que totalizam um montante de R$ 2,8 bilhões, sendo que parte ainda está em captação com ofertas correntes. Entretanto, corrobora com a força do mercado imobiliário no primeiro trimestre.

O Ifix, índice da carteira teórica de fundos imobiliários, apresentou uma valorização de 5,6% nos três primeiros meses do ano. Acreditamos que esse desempenho está alinhado com o aumento do número de investidores, além da melhor expectativa para os fundos imobiliários, com crescimento de aluguel e potencial distribuição de rendimentos.

Figura 1 – Performance do IFIX em 2019

Com a melhor performance do Ifix, destacamos os 15 FIIs com o maior e menor retorno neste primeiro trimestre.

IGP-M

Em março, o IGP-M (índice normalmente usado para reajustes em contratos de aluguel) avançou 1,26%, acima do registrado em fevereiro, de acordo com os dados da FGV. Com o resultado, o índice acumula 2,16% de alta no primeiro trimestre e 8,27% nos últimos 12 meses. Esse resultado é positivo para o setor imobiliário, pois mostra que o reajuste de alguns contratos de aluguel será impactado positivamente e, consequentemente, o rendimento a ser distribuído nos próximos meses também. Estamos otimistas com as revisionais a serem feitas em fundos imobiliários com imóveis bem localizados em São Paulo, bem como com o crescimento do setor de offices com novas emissões.

Agora confira os destaques entre os fundos imobiliários de 22 a 29 de março:

TBOF: O fundo de lajes corporativas, sob administração do banco BTG Pactual, publicou, na última sexta-feira 22/Mar, o edital de convocação para a AGO/E, a ser realizada no próximo dia 22/Abr, na cidade de São Paulo. A reunião terá como ordem do dia a deliberação a respeito dos seguintes pontos: examinar, discutir e votas as demonstrações financeiras do fundo referentes a ao exercício social findo em 31/Dez/18; aprovar a possibilidade de aquisição, pelo FII, de cotas de outros fundos de investimentos geridos e/ou administrados pelo BTG Pactual, ou pessoas a ele ligadas, exclusivamente para fins de investimento da reserva de liquidez do FII, nos limites permitidos pela regulamentação em vigor e de acordo com o regulamento do fundo.

AEFI: O fundo do segmento educacional comunicou ao mercado, na segunda-feira 25/Mar, via fato relevante que, foram apurados os resultados acerca da consulta formal, convocada no último dia 18/Fev. Assim, os cotistas decidiram por aprovar os seguintes pontos de deliberação: a alteração do regulamento do fundo, de forma que, este contemple a mudança da denominação do fundo para FII Rio Bravo Renda Educacional, juntamente com a atualização da razão social da B3, além da alteração do Objeto e da política de investimento do fundo, política de aprovação de novas emissões de cotas do fundo, entre outras; a autorização para que a administradora realize todos os atos necessários para a realização de todos os pontos do item anterior, incluindo a substituição dos dois imóveis não performados, atuais ativos-alvo do fundo, objeto dos contratos built-to-suit, por dois imóveis performados a serem locados pelas respectivas usuárias, integrantes do Grupo Kroton, mediante contratos de locação na modalidade sale and leaseback; e, por fim, a autorização específica para que a Administradora contrate a Rio Bravo Investimentos  DTVM, para a função de coordenadora líder e distribuidora da 2ª emissão de cotas do fundo, e a Rio Bravo Investimentos, para a função de estruturador.

FVBI: O fundo de lajes corporativas, sob administração do banco BTG Pactual, publicou, na última terça-feira 26/Mar, o edital de convocação para a AGO/E, a ser realizada no próximo dia 25/Abr, na cidade de São Paulo. A reunião terá como ordem do dia a deliberação a respeito dos seguintes pontos: examinar, discutir e votas as demonstrações financeiras do fundo referentes ao exercício social findo em 31/Dez/18; aprovar a possibilidade de aquisição, pelo FII, de cotas de outros fundos de investimentos geridos e/ou administrados pelo BTG Pactual, ou pessoas a ele ligadas, exclusivamente para fins de investimento da reserva de liquidez do FII, nos limites permitidos pela regulamentação em vigor e de acordo com o regulamento do fundo; e, por fim, a autorização à administradora para venda dos ativos imobiliários do fundo, pelo valor mínimo de alienação equivalente a R$ 28.000/m², com a consequente liquidação do FII. As condições detalhadas da proposta podem ser encontradas no documento original de convocação.

Esta edição fica por aqui!

Você está gostando da newsletter Construindo seu Futuro? Por favor, envie sua opinião para [email protected].

Uma ótima semana a todos!

Um abraço,

Raul Grego

Imagine investir em um ativo que paga dividendos mensais, é isento de imposto de renda e tem um alto potencial de valorização? Esses são apenas alguns dos benefícios alcançados por quem investe em Fundos Imobiliários.

O time de analistas da Eleven seleciona e recomenda os melhores do mercado no produto Fundos Imobiliários, sob o comando de Raul Grego.

Quer saber mais sobre essa janela de oportunidade? Conheça o Fundos Imobiliários!