Tesouro Direto negativo? Entenda a rentabilidade dos títulos públicos

títulos públicos negativos

Você já deve ter ouvido falar que o investimento em títulos públicos é aquele que apresenta o menor risco de crédito do mercado. E isso é verdade! No entanto, isso não significa que estes títulos não tenham variação negativa em sua rentabilidade.

Para que você entenda melhor sobre o assunto, falaremos sobre rentabilidade, suas variações e sua influência no preço deste investimento agora.

É renda fixa, mas não o tempo todo!

Quando o investidor opta por uma aplicação em renda fixa o seu objetivo, na maioria das vezes, é proteger seu patrimônio (ou parte dele) das oscilações do mercado financeiro.

Por isso, quando nota que o seu investimento em um título público está apresentando variação negativa, ele se assusta.

Afinal, título público é ou não é renda fixa?

Sim, é renda fixa!  Só que isso não significa que o seu preço não se altere com o decorrer do tempo.

O investidor já sabe como será calculada a remuneração e o que receberá no vencimento do título no momento da aplicação (por isso o nome “renda fixa”). Porém, até chegar ao vencimento, o rendimento pode variar de acordo com as condições do mercado e das taxas de juros do dia a dia.

Taxa de juros e rentabilidade

Os títulos públicos possuem rentabilidades diferentes. O Tesouro Selic (LFT) é pós-fixado e o seu rendimento é atrelado à taxa Selic. Não traz oscilações em seu rendimento, por isso é caracterizado como um investimento conservador.

A variação nos preços acontece no Tesouro Prefixado (LTN) que possui uma rentabilidade prefixada definida no momento da aplicação e no Tesouro IPCA + (NTN-B) que rende IPCA (inflação) mais uma taxa prefixada.

Quando a taxa de juros de mercado cai, o preço dos títulos prefixados ou que possuam uma parcela prefixada, sobe. Já se a taxa de juros do mercado sobe, o preço destes títulos cai.

Este é o efeito da “marcação a mercado dos títulos”. Marcar a mercado significa saber o quanto valeria hoje um título que vencerá no futuro. Desta forma, um título prefixado pode ser vendido antecipadamente com o preço negociado naquele dia.

Variação no preço dos títulos públicos

Todos os títulos do governo têm um vencimento. Você pode optar por comprar títulos com vencimentos mais curtos ou mais longos.

O importante é entender que, se você mantiver os valores investidos até o vencimento da aplicação, independentemente do comportamento do mercado ou da taxa de juros, você receberá exatamente o rendimento contratado no momento da aplicação.

Porém, se adquirir um título com vencimento em 2035 e decidir vendê-lo antes deste período, você estará sujeito às condições de mercado. Ou seja, poderá vender seu título com ganhos ou perdas. Tudo dependerá do valor que estes títulos estejam sendo negociados no dia.

Acompanhando sua rentabilidade

Você investiu no tesouro direto com a intenção de manter os valores aplicados por um longo tempo, mas pouco tempo depois desta compra, ao consultar o saldo da aplicação, você percebe que os valores estão menores.

Como explicamos anteriormente, os títulos são marcados a mercado todos os dias e você pode acompanhar estas variações diretamente na aplicação que fez.

As oscilações são mais evidentes nos títulos de prazos mais longos. Isso pode ser positivo se as taxas de juros caírem, pois os títulos longos têm uma rentabilidade muito maior. Porém, o contrário também acontece. Títulos mais longos sofrem mais quando as taxas de juros sobem.

Devido a estas oscilações, os títulos prefixados são recomendados para investidores com  perfil moderado ou arrojado.

Se você não tem a intenção de resgatar os valores aplicados no curto prazo, então não precisa se preocupar, pois poderá esperar o momento em que os títulos estejam com uma rentabilidade mais interessante para vendê-los ou, então, aguardar o vencimento da aplicação e receber exatamente o que contratou.

Lembre-se somente de sempre adquirir títulos que tenham vencimentos próximos aos de seus objetivos!

Tem dúvidas sobre o melhor investimento para o seu perfil? Fale com a Eleven! Nós podemos te ajudar!

Gostou do artigo? COMPARTILHE com seus amigos e cadastre-se para receber muitos conteúdos da Eleven!