FGC realmente resolve o risco de seus investimentos?

As divulgações de resultados pelas companhias em relação ao primeiro trimestre vêm corroborando a visão de retomada da atividade de nosso time Macro.

Atualmente há uma incrível disseminação de Bancos digitais, gestores e um sem número de alternativas para que você “invista o seu dinheiro sem risco”. A multiplicidade de propostas que têm aparecido na mídia e nas ruas, fez aumentar substancialmente o volume de perguntas que recebemos sobre o FGC (Fundo Garantidor de Crédito).

Nossa equipe preparou um guia rápido e direto para que você entenda o funcionamento desta entidade que foi sim, criada para dar segurança aos investidores. Por outro lado é fundamental compreender não somente a aplicabilidade, como a extensão da proteção dada pelo FGC.

O que é o FGC?

O FGC é uma entidade privada, sem fins lucrativos, que administra um mecanismo de proteção aos correntistas, poupadores e investidores, que permite recuperar os depósitos ou créditos mantidos em instituição financeira, até determinado valor, em caso de intervenção, de liquidação ou de falência.

O FGC tem como objetivo prestar garantia de créditos contra instituições dele associadas, nas situações de:

  • decretação da intervenção ou da liquidação extrajudicial de instituição associada;
  • reconhecimento, pelo Banco Central do Brasil, do estado de insolvência de instituição associada que, nos termos da legislação em vigor, não estiver sujeita aos regimes referidos no item anterior

O FGC também contribui para a manutenção da estabilidade do Sistema Financeiro Nacional e prevenção de crise sistêmica bancária.

Quais instituições participam do FGC?

São instituições associadas ao FGC a Caixa Econômica Federal, os bancos múltiplos, os bancos comerciais, os bancos de investimento, os bancos de desenvolvimento, as sociedades de crédito, financiamento e investimento, as sociedades de crédito imobiliário, as companhias hipotecárias e as associações de poupança e empréstimo.

As instituições associadas contribuem mensalmente para a manutenção do FGC, com uma porcentagem sobre os saldos das contas correspondentes às obrigações objeto de garantia.

Quais dos meus créditos são garantidos pelo FGC?

  • depósitos à vista ou sacáveis mediante aviso prévio;
  • depósitos de poupança;
  • depósitos a prazo, com ou sem emissão de certificado (CDB/RDB);
  • depósitos mantidos em contas não movimentáveis por cheques, destinadas ao registro e controle do fluxo de recursos referentes à prestação de serviços de pagamento de salários, vencimentos, aposentadorias, pensões e similares;
  • letras de câmbio;
  • letras imobiliárias;
  • letras hipotecárias;
  • letras de crédito imobiliário (LCI);
  • letras de crédito do agronegócio (LCA);
  • operações compromissadas que têm como objeto títulos emitidos após 08.03.2012 por empresa ligada.

Qual o valor máximo garantido pelo FGC?

O total de créditos de cada pessoa (por CPF) contra a mesma instituição associada, ou contra todas as instituições associadas do mesmo conglomerado financeiro, será garantido até o valor de R$ 250.000,00.

Nas contas conjuntas, o valor da garantia é limitado a R$ 250.000,00, ou ao saldo da conta, quando inferior a esse limite, dividido pelo número de titulares, sendo o crédito do valor garantido feito de forma individual.

Se você quer efetivamente construir estratégias que respeitam as normas do FGC, demonstram alternativas sólidas de investimento sem abrir mão de rentabilidade, tenha o time de Renda Fixa da Eleven Financial ao seu lado.

O time Eleven leva diariamente aos nossos clientes a mais transparente e completa visão sobre o que realmente significa INVESTIR quando se fala em Renda Fixa. Da compreensão de todas as modalidades de Tesouro Direto às estratégias combinadas que diferenciam sensivelmente o potencial de retorno, todo dia é dia de cuidar do nosso maior patrimônio. Você e seus investimentos.

Conheça o produto Renda Fixa.