Ibovespa descola dos principais índices globais

Ibovespa encerra com leve alta. Minério e celulose em destaque no Ibovespa. Confira na postagem de hoje no blog da Eleven.

Ibovespa descola dos principais índices globais, fechando em forte alta. O movimento de alta está atrelado ao rali das commodities. O minério de ferro acumula alta de quase 15% nos últimos 5 pregoes.  O petróleo, que negociava perto da estabilidade no início do pregão, virou depois de o ministro do petróleo do Iraque afirmar que   tem uma visão mais otimista para o acordo da OPEP, que deve acontecer na próxima quarta-feira.  O Real se apreciou, seguindo a valorização das moedas dos países emergentes, em função da queda no yield dos títulos americanos.

Dados na Economia Brasileira

Durante a manhã, o Banco Central divulgou os dados do resultado primário do mês de outubro que apresentou superávit de 39,6 bilhões de reais, número acima do esperado (R$ 38,7 bilhões). O resultado foi o melhor para o mês de outubro desde 2002, e o primeiro número positivo desde o mês de abril. Esse fato foi consequência da arrecadação com o programa de repatriação de recursos no exterior.

Destaque no Ibovespa

Os destaques de alta no Ibovespa foram as ações atreladas ao minério de ferro e siderurgia. As ações da Vale (VALE5) subiram 6,34%, Usiminas (USIM5), 3,14%, e CSN (CSNA3), 3,45%.  Os bancos também tiveram forte alta: Banco do Brasil (BBAS3) variou 4,60%, Itaú (ITUB4), 2,12% e Bradesco (BBDC4), 1,25%.

Do lado negativo, os papéis da Cyrela (CYRE3) caíram 1,22%, seguido por Embraer (EMBR3) que apresentou variação negativa de 0,59%.

2

1

3