Investir na bolsa de valores, você pode sim!

Investir na bolsa é para você.

Diferentemente do que muita gente pensa, não é preciso ser um grande especialista nem ter muito dinheiro para investir na bolsa de valores. No entanto, como queremos fazer tudo bem-feito, é necessário estudar um pouco e conhecer o funcionamento do mercado de ações.

Dessa forma, o investidor entenderá quais são os riscos que está correndo e os benefícios que pode ter com cada investimento. Por isso, o artigo de hoje traz algumas explicações sobre esse mercado. Confira!

O que é uma ação?

Uma ação nada mais é do que um pedaço de uma empresa. Então, quando você compra uma ação, torna-se sócio dela. Isso quer dizer que participará dos seus resultados, sejam eles bons ou ruins.

Fazendo uma comparação, é como se um conhecido seu abrisse um negócio e chamasse você para ser um sócio-investidor — ou seja, alguém que coloca dinheiro na empresa, mas não participa ativamente de sua gestão. A diferença é que, nas empresas com ações negociadas em bolsa de valores, a sua participação será muito pequena.

Quando uma empresa decide colocar suas ações na bolsa de valores ela está, portanto, vendendo uma participação aos interessados. Para isso, faz uma oferta pública de ações. Na oferta pública, o investidor pode fazer uma reserva da quantidade de ações quer comprar.

O preço da ação será definido de acordo com o interesse dos investidores. Desse momento em diante as ações passam a ser negociadas no mercado, ou seja, um investidor compra ações que outro investidor está vendendo.

Quais as vantagens de investir na bolsa de valores?

Retomando a comparação com a sociedade no negócio do seu conhecido, podemos citar a primeira vantagem do mercado de ações: a liquidez, ou seja, a facilidade em transformar os ativos em dinheiro.

Afinal, se você entrou como sócio em uma padaria, por exemplo, e depois precisou do dinheiro que investiu — ou simplesmente viu uma nova oportunidade —, pode ser difícil achar quem queira comprar sua participação no negócio. Você pode até encontrar, mas o potencial comprador pode não estar disposto a pagar o que você está pedindo.

Esse problema não acontece com as ações, especialmente com aquelas mais negociadas, de grandes empresas. Como são feitos muitos negócios todos os dias, você conseguirá vender suas ações com facilidade, pelo preço em que ela está sendo negociada naquele momento.

Outra vantagem do mercado de ações é que você pode investir em várias empresas em vez de em um único negócio. Isso reduz os riscos, pois, mesmo que uma ação tenha um desempenho negativo, as perdas podem ser compensadas por outras ações que se valorizem.

Além disso, em relação à renda fixa, por exemplo, o mercado de ações pode proporcionar retornos maiores para os investidores. Isso não significa, claro, que se deva aplicar todos os seus recursos na bolsa, mas uma parte pode ser destinada a esse mercado com o objetivo de buscar ganhos maiores.

Como funciona a compra e venda de ações na bolsa de valores?

A bolsa de valores funciona como um grande mercado: alguns investidores estão vendendo suas ações e outros estão comprando. Para negociar nesse mercado é preciso ser cliente de uma corretora de valores.

Existem várias corretoras, cada uma com uma proposta de serviço. Além disso, as taxas também variam bastante. Você pode conferir uma lista completa no site da BM&FBovespa.

Tudo funciona eletronicamente. Por meio do home broker, que é o site da corretora que permite negociar as ações, ou por um operador especializado, o investidor informa quantas ações de uma empresa quer comprar e qual é o valor máximo que está disposto a pagar por ação.

Enquanto isso, outros investidores estão tentando vender ações daquela mesma empresa. Nesse caso, ele informa quantas ações quer vender e qual é o preço mínimo que aceita receber.

Quando há um casamento entre essas duas ordens (de compra e de venda), o sistema faz o negócio automaticamente e transfere as ações de um investidor para outro. O preço de uma ação, portanto, corresponde ao valor pelo qual o último negócio foi fechado. Esse valor varia de acordo com as perspectivas dos investidores para o desempenho daquela empresa.

Quando vários os investidores e analistas de mercado acreditam que a companhia tende a apresentar bons resultados, os vendedores querem vender a ação por um preço mais alto e os compradores aceitam pagar mais.

O contrário também é verdade. É por isso que esse mercado é chamado de renda variável, ou seja, ele pode oscilar para cima e para baixo e não é possível saber com certeza qual será o retorno para o investidor.

Como é possível ter lucro ao investir na bolsa de valores?

Para quem investe em ações, o retorno pode se dar de duas formas. A primeira delas é por meio do ganho de capital: o investidor compra a ação por um preço e vende por um valor maior. Da mesma forma, no entanto, pode-se ter prejuízo vendendo as ações por menos do que se pagou por elas.

A outra forma de ganhar no mercado de ações é recebendo dividendos. Pelas normas do mercado de renda variável, toda empresa de capital aberto (ou seja, com ações negociadas em bolsa de valores) que tenha apresentado lucro é obrigada a distribuir pelo menos 25% do seu lucro líquido aos seus acionistas.

As empresas mais maduras, que precisam reinvestir menos em seus negócios, podem distribuir bem mais do que os 25%. Vale conferir essa informação antes de investir.

Como saber em quais ações investir?

De fato, esta é a resposta mais difícil deste post. Encontrar o momento exato para comprar uma ação e o melhor momento para vender não é nada fácil. Se fosse, todos os investidores estariam ricos e nós sabemos que isso não acontece, não é mesmo?

No entanto, vale lembrar que o preço da ação reflete a expectativa do mercado para aquela empresa, uma vez que muitos especialistas se dedicam integralmente a analisar a fundo as companhias. Eles buscam, assim, os melhores negócios para investir.

Para tomar sua decisão de investimento, portanto, é preciso manter-se informado, tanto por meio dos veículos de comunicação tradicionais quanto por meio de análises de casas especializadas, como a Eleven.

Agora que você já sabe como investir na bolsa de valores, aproveite para assinar a nossa newsletter e saber mais sobre investimentos e finanças pessoais!