Que tipo de investidor você é?

Perfil de investidor. Descubra o seu.

Que tipo de investidor você é?

Escolher um investimento de acordo com o seu perfil é o primeiro passo para saber qual ativo você deve adquirir agora. Entre tantas opções, como Tesouro Direto, ações e Fundos Imobiliários, uma autoanálise deve levar em consideração desde a sua profissão até a sua predisposição a tomar risco.

Essa análise é tão importante que a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) determinou, por meio de uma resolução, a aplicação do questionário Análise de Perfil do Investidor por parte das instituições que trabalham com investimentos diretamente ou indiretamente para que elas considerem a estrutura familiar, a escolaridade, o conhecimento de mercado, o padrão de vida e a capacidade de suportar riscos do cliente antes de oferecer um investimento a ele.

Existem três perfis de investidor: o avesso ao risco, o neutro e o que tem apetite ao risco. Você quer saber em qual se encaixa? Faça um teste simples. Escolha uma das duas opções:

  • Opção 1: ganhar R$ 1.000 com certeza;
  • Opção 2: ter 50% de chance de ganhar R$ 2500.

Se preferir a primeira opção, é avesso ao risco, já que, mesmo com o valor esperado de ganho da segunda opção sendo R$ 1250, você prefere a certeza.

Essa é a teoria da Perspectiva, de Kahneman e Tversky.

Para cada um dos três perfis de investidor, existem diferentes investimentos:

Investidor avesso ao risco

O investidor avesso ao risco, ou conservador, prioriza a segurança na hora de tomar as suas decisões. Os investimentos escolhidos por ele normalmente têm um rendimento menor que os de maior risco, mas ele gosta da maior certeza de que receberá o lucro.

Já que a rentabilidade é menor, o investidor avesso ao risco deve pensar no longo prazo e resgatar os ativos no prazo estipulado pela instituição financeira ou órgão em que fez a transação, podendo demorar anos para pegar o lucro. Todavia isso não é ruim, porque ele consegue guardar dinheiro para o futuro.

Quem é avesso ao risco pode comprar:

  • Títulos do Tesouro Direto;
  • CDBs;
  • LCIs e LCAs.

Mas não é porque você é avesso ao risco que não deve adquirir renda variável. Diversifique seus investimentos para ter maior rendimento sem abrir mão da segurança.

Investidor Neutro

O investidor neutro consegue se arriscar para obter um maior rendimento, mas também quer segurança. Ele é o que mais diversifica os investimentos.

As opções de ativos para um investidor neutro são as mais variadas:

  • Títulos do Tesouro Direto;
  • ações;
  • Fundos Imobiliários.

Investidor com apetite ao risco

O investidor que tem apetite ao risco quer um maior rendimento e sabe que muitas vezes abre mão da segurança para isso. Normalmente, tem mais conhecimento sobre o mercado e espera que um enorme ganho futuro compense as pequenas perdas do presente.

Um exemplo de investidor com apetite ao risco é Michael Burry, retratado no filme “A grande aposta”, que ganhou o Oscar de Melhor Roteiro Adaptado em 2016. Enquanto o mercado alimentava a bolha imobiliária nos Estados Unidos, Burry apostou na outra ponta e perdeu dinheiro diariamente. Mas, quando aconteceu o colapso dos subprimes, ganhou uma quantia que superou em muito as suas perdas.

Então a carteira do investidor que tem apetite ao risco é mais composta em renda variável:

  • Ações;
  • opções;
  • dólar futuro.

Mas, se você faz parte desse time, não deixe todo o seu capital em ativos que têm risco. Coloque uma parte em renda fixa também.

Você já conhece o Seleção Eleven? Trata-se de um conjunto de estratégias envolvendo renda fixa e renda variável. São carteiras recomendadas, que focam em rentabilidade e segurança ao mesmo tempo.

Para você que deseja investir, mas precisa de informações seguras do que fazer com o seu dinheiro, é interessante contar com o Seleção Eleven. Afinal, como garantir retornos consistentes neste cenário de indefinição eleitoral? O dólar está na casa dos R$ 4 e a Bolsa de Valores está mais volátil que o normal.

O Seleção Eleven possui recomendações de investimento exclusivas, focadas em ações com alto potencial de valorização, dividendos e renda fixa.

Clique aqui para conhecer o Seleção Eleven.