Segunda é dia de comprar Brasil. Ibovespa agradece!

Hoje foi dia do IBC-Br 2017, uma espécie de prévia do PIB, rasgar a planilha do FOCUS e mostrar crescimento de 1,31% no comparativo mensal.

O time de Macro da Eleven, liderado pelo Rafael Bevilacqua, vem apontando há meses uma projeção de crescimento acima da média, da mediana, da crença e dos horizontes do mercado. Hoje foi dia do IBC-Br 2017, uma espécie de prévia do PIB, rasgar a planilha do FOCUS e mostrar crescimento de 1,31% no comparativo mensal. Àqueles que têm se apoiado no chamado “carry over” para justificar o pessimismo, os dados ajustados já aliviam substancialmente o peso. Mais detalhes amanhã no Macro Brasil 2017 de Abril, para todos os clientes e disponível, como sempre, em Relatórios Avulsos.

Como abordamos em nossa análise do fechamento da quinta-feira Santa, a exaustão parecia se abater sobre os investidores após uma semana de noticiário mais do que negativo, beirando o chocante. Nada como uma boa dose de chocolate para adoçar a vida e um tempo com a família. Nesta segunda, voltou o ímpeto comprador, ainda mais por estar amparado aos dados da economia.

É verdade que muito do que vimos hoje foi também fruto de um impulso reprimido pelas recentes quedas e pela vermelhidão que coloriu os terminais na semana que passou. Hoje foi dia de devolver com força as pancadas recentes.

Cinquenta e uma ações do Ibovespa fecharam em alta, ou 87% dos papéis do índice. Em português, inglês, alemão ou mandarim; hoje em qualquer idioma foi dia de comprar Brasil. Uma boa respirada depois da sessão de terror no cinema e na TV com a estréia nas telas de “A delação do fim do mundo”. É hora da faxina. Hora de limpar a escória das relações entre o público e o privado. Ao invés do abatimento, que venha a força da transformação. Temer e Meirelles deram o tom da necessidade e da urgência das apreciações necessárias para recondução da economia ao caminho do crescimento.

Não há espaço para negociatas de alcova. É hora de fazer o que tem de ser feito. Somente as reformas darão solvência e capacidade de projetarmos o longo prazo, retomando investimentos, empregos, arrecadação e geração de riqueza. 

De olho neste círculo virtuoso, as ações do Itaú (ITUB4) subiram 4,47%, do Bradesco (BBDC4) 4,48% e do Banco do Brasil (BBAS3) 4,64%. Mais crescimento, menos juros, menor inadimplência. Investimento estrangeiro no radar. A nova Bolsa, agora chamada de B3 (BVMF3) viu seus papéis dispararem 5,62% e o “varejista do ano de 2016 na Bolsa”, Magazine Luiza explodiu em alta de 10,31%. A nota menos nobre do dia, fica por conta da “escapada” dos dados relativos ao balanço da Usiminas, que impulsionaram suas ações preferenciais USIM5 para alta de 7,84%. Na combinação disto tudo, o índice Ibovespa fechou em alta de 2,40%, aos 64.334 pontos. Mais forte ainda foi a alta do índice futuro, onde os “gringos” adoram estar, que opera acima dos 65.300 pontos e com variação superior a 2,50%.

Na nossa máquina de produção, semana começou com nova Análise de Sanepar. “Transformando águas turvas em retorno” leva aos investidores a realidade da tese após a formalização da revisão tarifária. Mais uma operação de Long & Short para todos os clientes Renda Variável e Carteira Eleven, análise de fluxo de capital estrangeiro na Bolsa e muito mais.

Dia de destaque também para os papéis da Carteira Eleven. Dentre os principais movimentos, MOVI3 (Top Pick Eleven) +4,52%, PTBL3 +2,24% e PFRM3 +2,86%. Embraer arremeteu, sem se permitir descer mais, subiu 2,03%.

Comportamento do mercado de juros e câmbio mostra a crença na sequencia de melhorias estruturais na economia brasileira. CDS de 5 anos, ou risco-país, segue em queda, alcançando 225 pontos. Curva de juros reflete projeções de redução consistente e o Real valorizou novamente frente ao dólar, fechando muito próximo da marca de R$ 3,10.

É mais ou menos assim: deixem o STF, o MP e a PF fazerem o trabalho. Se viemos até aqui, apesar da escória que sangrava os nossos cofres, calculem com, para dizer o mínimo, acesso dificultado aos bandidos. É certamente momento de entender que o copo está meio cheio. 

Um brinde a isso! Ótima semana a todos.