Semana começa em baixa

O Ibovespa encerrou o pregão em queda de 2,19%. Investidores mantêm cautela no aguardo dos desdobramentos da deleção dos executivos da Odebrecht.

O Ibovespa encerrou o pregão em queda de 2,19% aos 57.111 pontos, um dos mais baixos patamares desde setembro. Investidores mantêm cautela em meio ao cenário político, no aguardo dos desdobramentos da deleção dos executivos da Odebrecht. Além disso, os investidores evitam montar posições no fim do ano, marcando o dia com baixa liquidez.

Entre as maiores quedas do Ibovespa, estão as ações da Vale pressionando o índice e acompanhando a queda do preço do minério de ferro (VALE5, -6,33% e VALE3, -6,13%).

Entre as altas, destaque para as ações da Cemig (CMIG4, 3,21%) e Estácio (ESTC3, 1,55%).

 

Dólar

Dólar opera em território negativo frente ao real, em sessão marcada pela baixa liquidez, diante da ausência de notícias tanto no mercado doméstico quanto externos. BC não precisou atuar na moeda. O real encerrou o pregão com alta de 0,61% (3,36 BRL/1,00 USD).

prec%cc%a7os