Termômetro do Mercado – 2019: não precisa dar tudo certo, é só não dar muito errado!

Muitos investidores podem ter observado a alta da Bolsa brasileira na última quarta-feira (2) com uma certa dose de euforia. Afinal, no primeiro pregão do ano, a B3 superou o mau humor internacional e disparou 3,56%, batendo recorde e chegando aos 91 mil pontos. Depois de um ano tão complexo como 2018, seria esse um indicador de retorno da confiança e dos lucros?

O ano de 2019 deverá mexer com os mercados mundo afora. E por mais que estruturalmente a economia brasileira esteja em um cenário positivo, com desemprego em queda e famílias menos endividadas, cautela e seletividade serão a “chave” para montar portfólios de investimentos de sucesso ao longo deste ano.

Esse foi o ponto central de um vídeo gravado pelo nosso estrategista-chefe, Adeodato Netto, para falar sobre as perspectivas para a economia e o mercado financeiro em 2019. Os próximos meses serão decisivos para a retomada do crescimento no país, mas temos um governo que promete ter responsabilidade fiscal. O superministério comandado por Paulo Guedes e o presidente Jair Bolsonaro devem trabalhar a favor das reformas, mas ainda não sabemos se elas virão antes das privatizações.

“No caso brasileiro, a ordem dos fatores altera o produto”, diz Adeodato, ressaltando que a reforma previdenciária é a que nos daria maior capacidade de conquistar confiança, mas também é a mais complexa.

Nosso estrategista-chefe também falou sobre o xadrez da geopolítica internacional. Neste ano, haverá mais uma etapa da guerra comercial EUA/China, uma possível resolução do Brexit e os desafios de buscar soluções energéticas para abastecer diversos países do mundo. Por isso, as commodities tendem a oscilar e a volatilidade deve estar mais presente.


Você sabia que pode ter acesso a todos os materiais produzidos pelo nosso time de analistas?

No Eleven One, você recebe todas as nossas recomendações, além de indicações únicas e personalizadas feitas pelo nosso estrategista-chefe, Adeodato Netto.

Esse produto reúne a maior cobertura de ativos do mercado e um serviço de portfolio allocation exclusivo. Tudo isso produzido pela maior equipe de analistas certificados no modelo independente.

Clique aqui para conhecer o Eleven One.


Caminho para a riqueza

Todas essas variáveis se refletem nos mercados e no preço das ações. E a expectativa é que a combinação desses fatores faça com que boa parte dos lucros das companhias ligadas à atividade doméstica possa acelerar e criar a percepção de múltiplo, que faz muita diferença na tomada de decisão do investidor de Bolsa.

“A Bolsa tem tudo para ser o principal caminho de geração de riqueza, de geração de lucro, de construção de resultado ao longo de 2019. Taxa de juros estruturalmente baixa, inflação sob controle, retomada econômica. O lucro da economia real pode refletir em preços das ações. Muita coisa converge para essa visão. Como eu tenho dito, não precisa dar tudo certo, é só não dar muito errado”, afirma Adeodato.

São muitas as possibilidades em 2019. Além das ações, existem opções bastante interessantes em renda fixa. Para quem tem um horizonte de prazo um pouco maior, a indústria de fundos multimercados traz ótimas janelas de oportunidades. E ainda podemos citar as operações estruturadas de curto prazo, os fundos imobiliários e muito mais.


Soluções de investimento que te ajudam a construir patrimônio em todos os cenários.

Na Eleven, você tem acesso à maior cobertura de ativos do mercado, produzida pelo maior time de analistas no modelo independente.

Quer investir com segurança, técnica e capturar as melhores oportunidades da Bolsa em 2019? Invista com a ajuda da Eleven.

Clique aqui e conheça os nossos produtos!


O primeiro passo para aproveitar tudo isso é conhecer profundamente o seu perfil de risco e entender as condições a que está exposto, além da sua capacidade de conviver com a volatilidade. Mas não se preocupe, se você quer entender de forma simples os acontecimentos político-econômicos do Brasil e do mundo, conhecer o seu perfil de risco e usar a seletividade para identificar ativos seguros e com potencial de valorização, conte sempre com o apoio da Eleven.

Para começar o seu 2019 preparado, veja o vídeo abaixo e aproveite essa verdadeira aula sobre como investir bem neste novo ano.

 Positivo (POSI3). A empresa divulgou na última quarta-feira que, no dia 31 de dezembro, a Positivo Informática da Bahia Ltda, subsidiária da companhia, celebrou um contrato de compra e venda para adquirir 80% do capital da Accept Computadores (ACC Brasil). Nos termos do contrato, o preço de aquisição foi totalmente estruturado na forma de Earn Out, com desembolso de valores pela subsidiária correspondentes a até 50% do Lucro Antes do Imposto de Renda/CSLL da Accept apurado entre 2019 e 2023.

 Petrobras (PETR4). O novo comandante da estatal, Roberto Castello Branco, reforçou, na última quinta-feira, a necessidade de acabar com subsídios para os preços de combustíveis, de estimular a competição na área de refino e de vender ativos. No evento de posse como presidente da Petrobras, Castello Branco reafirmou que a companhia continuará praticando o preço dos combustíveis em paridade com o mercado internacional e que é preciso dar um “sonoro não para os subsídios”. Ele afirmou esperar que outros players entrem no segmento de refino para reduzir o monopólio da Petrobras. O executivo disse ainda que a redução do custo do capital será prioridade. Também existe a intenção de atrair o setor privado para ativos da estatal. Os recursos obtidos serão usados prioritariamente para abater dívidas e fazer investimentos que tragam retornos.

 Eletrobrás (ELET3). A companhia comunicou ao mercado que foi assinado o termo de adesão ao acordo de leniência firmado entre o Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União e a Odebrecht S/A para fins de ressarcimento em relação a empreendimentos dos quais participa, direta ou indiretamente, por meio de suas controladas. As empresas Eletrobrás que serão beneficiadas pelo acordo de leniência são Furnas, Eletrobrás, Chesf e Eletronorte. Serão cerca de R$ 161,8 milhões, a serem pagos em 21 parcelas anuais, a partir de outubro de 2019.

 Banco do Brasil (BBAS3). O Banco do Brasil comunicou que o presidente da República, Jair Bolsonaro, nomeou Rubem de Freitas Novaes para ocupar o cargo de presidente da instituição. Rubem Novaes tem 73 anos, é bacharel em economia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e doutor em Economia pela Universidade de Chicago, tendo exercido o cargo de diretor no BNDES, entre outros.

Seleção Eleven Como escolher as ações que vão subir enquanto outras caem?

Carteira Eleven te ajuda exatamente nessa questão.

Essa é a uma estratégia para quem quer investir com carteiras exclusivas e recomendações detalhadas para alocação de portfólio.

Este é um produto que entrega ao investidor duas carteiras de renda variável (focadas em valorização e dividendos) e uma de renda fixa. E o percentual de alocação já vem sugerido para você.

Desde o início da estratégia, foram mais de 99% de rendimentos acumulados.

Além disso, esse produto é complementado pelos relatórios frequentes sobre mais de 130 empresas do produto Renda Variável.

Esta é uma verdadeira seleção de estratégias de médio e longo prazo para incrementar os seus resultados financeiros e capturar ganhos em todos os cenários econômicos.

Descubra oportunidades em 2019.