Termômetro do Mercado – Crescimento de receita entre as empresas da Bolsa

O ano de 2018 definitivamente não foi fácil. Porém, mesmo com greve dos caminhoneiros em maio, euforia da campanha eleitoral e muita tensão no cenário externo, as empresas brasileiras listadas na Bolsa conseguiram crescimento de receita. Com o encerramento da temporada de resultados do 4T18, nosso time de profissionais fez uma análise da evolução do resultado apresentado pelas companhias de capital aberto. Separamos as 150 empresas que acompanhamos mais de perto, que chamamos de Universo Eleven.

Nessa cobertura estão 100% das companhias pertencentes ao Ibovespa e ao IBrX100, além de outras empresas pequenas e médias que acompanhamos.

As 150 companhias do Universo Eleven apresentaram evolução de receita líquida de 14,2%, com destaque para o setor de materiais básicos, com evolução de 24,5% da receita em 2018. Todas as empresas de siderurgia, mineração, papel e celulose (que estão no setor de materiais básicos) registraram crescimento de receita entre 20% e 30%. Com relação ao Ebitda, aqui excluindo bancos e empresas financeiras do Universo Eleven, a alta foi de 24,2% em 2018 quando comparada com o ano anterior, com a margem Ebitda evoluindo 1,7 ponto percentual, chegando a 21,4%.


Como identificar as maiores oportunidades da Bolsa e ainda fugir das armadilhas na hora de investir?

Isso é possível com o Renda Variável. Esse é o produto da Eleven que entrega a maior cobertura de ações do mercado. São análises de mais de 130 companhias, incluindo empresas sólidas como Vale, Petrobras e Magazine Luiza.

Trata-se de um verdadeiro apoio para o investidor que busca as melhores rentabilidades, o pagamento de dividendos e o controle de risco.

Conheça o Renda Variável.


Em relação ao lucro líquido no Universo Eleven, o crescimento foi de excelentes 76% em 2018, porém, aqui cabem algumas observações. Fizemos um ajuste excluindo três empresas que apresentaram uma evolução significativa em 2018: Petrobras, Eletrobras e Oi.

Apenas essas três companhias, somadas, passaram de um prejuízo de R$ 8,6 bilhões em 2017 para um lucro de R$ 63,6 bilhões em 2018, distorcendo a amostra comparativa. Além delas, excluímos também os bancos. Como efeito de comparação, os bancos representaram 56% do lucro líquido total do Universo Eleven em 2017, reduzindo esse percentual para 36,3% no ano passado, mas ainda assim são relevantes na amostra.

Mesmo após esses ajustes, o lucro líquido do Universo Eleven ajustado apresentou significativo crescimento de 43% em 2018. Uma excelente evolução considerando o início do ciclo de retomada da economia brasileira.

Porém, precisamos destacar um detalhe que acelerou essa performance. Muitas empresas foram beneficiadas por créditos fiscais oriundos da exclusão do ICMS da base de cálculo do PIS e Cofins, após o Superior Tribunal Federal (STF) entender que se tratava de bitributação. Com isso, empresas como Lojas Marisa e Guararapes, por exemplo, ganharam um impulso de R$ 685 milhões e R$ 801 milhões no resultado, respectivamente.Mesmo assim, consideramos que a temporada de resultados foi positiva para as empresas de capital aberto.

Por fim, o endividamento mensurado pela relação dívida líquida/Ebitda apresentou redução de 2,3x em 2017 para 1,8x em 2018. Um ótimo sinal deredução da alavancagem financeira das companhias.

Gostamos do que vimos na temporada de resultados. Acreditamos que muitas empresas estão mais enxutas após os anos de recessão da economia brasileira e poderão se aproveitar do cenário favorável e de uma alavancagem operacional para navegar nos mares mais calmos após a tempestade recente.

OdontoPrev (ODPV3). A empresa de planos odontológicos OdontoPrev anunciou a aprovação de pagamento adicional de dividendos relativos a 2018 no valor de R$ 27,8 milhões. As ações começaram a ser negociadas ex-dividendos, ou seja, sem direito ao benefício, no dia 5 de abril. Já o pagamento será realizado no dia 3 de maio. Com prática de distribuição trimestral, a OdontoPrev pagou no exercício de 2018 dividendos no valor total de R$ 113,7 milhões e juros sobre capital próprio no montante de R$ 59,7 milhões.

Gafisa (GFSA3). A incorporadora Gafisa reportou resultados ruins para o quarto trimestre de 2018 e dívidas elevadas de curto prazo, além de mudança na diretoria executiva. A presidente da companhia, Ana Recart, renunciou ao cargo apenas seis meses após assumir. Roberto Portella, membro do Conselho de Administração, foi escolhido como diretor-presidente (CEO), diretor financeiro (CFO) e de relações com investidores (DRI), sob indicação do investidor Nelson Tanure. Em relação aos resultados, o destaque positivo do 4T18, foi o crescimento de 67,2% nos lançamentos em relação ao 4T17 e a redução de 39% nos distratos do trimestre. Já pelo lado negativo, ressaltamos: (i) queda de quase 20% nas vendas brutas; (ii) recuo de 44% na receita líquida trimestral; (iii) crescimento de 18,6 pontos percentuais no indicador de Dívida Líquida/patrimônio líquido. A dificuldade financeira da companhia gera a percepção de que há a necessidade de uma injeção de capital próprio para capital de giro e amortização de dívidas.

Shopping center (MULT3). A Multiplan anunciou em comunicado ao mercado a assinatura de acordo de investimento por meio do qual passará a deter uma participação de 18,8% no capital social da empresa Delivery Center, mediante a implementação exclusiva na operação de centrais de entregas nos 18 shoppings atualmente administrados, além de um aporte de R$ 12 milhões. A Delivery Center é uma companhia que integra o varejo físico (shoppings centers) a uma plataforma digital, conhecida como Delivery Tudo. A companhia é responsável pelo processo de entrega, desde pedidos de comida, bens de consumo, bens duráveis e serviços, passando pela coleta, expedição e roteirização, até a entrega e o pagamento. A Delivery Center pode ser considerada uma concorrente da Rappi, mas que em nossa visão ainda é uma plataforma ainda menos difundida e que tem atuado principalmente com parcerias com shopping centers, diferente da Rappi. Acreditamos que essa notícia tem pouco impacto para o modelo de negócio da Multiplan, mas mostra o movimento em busca da modernização e integração com aplicativos de entrega que propiciam o consumo. Apesar das vendas online potencialmente reduzirem a atratividade dos clientes e, consequentemente, o fluxo de pessoas dos shoppings, o movimento é positivo dado que a maioria dos grandes players tem investido nessas plataformas digitais.


Eleven One Relatórios é o produto mais completo e especial da nossa casa de análises.

Nele você tem acesso a todos os materiais produzidos pelo time da Eleven, todos os nossos relatórios e todas as nossas recomendações.

Além disso, entregamos a mais ampla cobertura de ativos do mercado, produzida pelo maior time de analistas certificados no modelo independente.

Em uma plataforma completa, você acessa carteiras de investimento exclusivas, calls de análise fundamentalista e de curto prazo, renda fixa, fundos de investimento, operações estruturadas e muito mais.

O  Eleven One Relatórios ainda conta com uma equipe de atendimento exclusiva, pronta para te auxiliar por e-mail, telefone, Skype ou WhatsApp.

Entregamos uma gestão de portfólio imparcial, com rigor técnico e sem nenhum conflito de interesse, para que você tenha cada dia mais autonomia e entenda os porquês das escolhas e da definição da estratégia de investimentos.

Queremos que você ganhe cada vez mais fundamento na tomada de decisão no que diz respeito ao seu patrimônio.

Saiba mais sobre o One Relatórios.